Skip to content

HISTÓRICO DA BIBLIOTECA

HISTÓRICO DA BIBLIOTECA HANS CHRISTIAN ANDERSEN

historico

A diretora da Divisão de Bibliotecas Infantis e Cinema Educativo, Lenyra Fraccaroli, lançou em 1951 a pedra fundamental do edifício que abrigaria a biblioteca do Tatuapé. Com projeto arquitetônico considerado moderno para a época, a biblioteca foi inaugurada em 9 de julho de 1952 como Biblioteca Infantil do Tatuapé que por sua vez, era também a primeira biblioteca da região Leste.

Três anos após a inauguração, em julho de 1955, a biblioteca passou a denominar-se Biblioteca Infanto-Juvenil Hans Christian Andersen, em homenagem ao escritor dinamarquês conhecido mundialmente por seus contos de fadas.

Ambientação Temática

Para abrigar a nova biblioteca temática em Contos de Fadas, além da aquisição de acervo específico, o Sistema Municipal de Bibliotecas teve a preocupação de criar um ambiente próprio que remete ao universo mágico dos Contos de Fadas e das histórias infantis. Para tanto cenógrafo Sidnei Caria criou um conceito de ambientação tendo como eixo a importância de montar um espaço prazeroso e aconchegante para a leitura, atraindo as crianças para o universo mágico dos Contos de Fadas. A figura do sol na fachada do auditório remete à energia e ao brilho do astro rei que conduz para o corredor encantado onde estão figuras das histórias de Hans Christian Andersen como a bailarina e o anjo contendo trechos das histórias. Entrando na biblioteca há o cantinho do patrono com uma breve história da vida de Andersen. Na sala temática as estantes com os livros de literatura infantil e de contos de fadas têm o formato de um castelo medieval e um espaço acolhedor onde crianças podem escolher seus livros prediletos para ler ou emprestar.

A biblioteca conta ainda com um auditório com capacidade para 165 pessoas

Legislação referente à biblioteca:
Criação: Lei n.º 3.853 de 18 de março de 1950
Inauguração: 9 de julho de 1952
Denominação: Lei n.º 4.763 de 2 de julho de 1955
Especialização: Decreto 46.434 de 6 de outubro de 2005

Fonte:Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo 

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bibliotecas

/bibliotecas_bairro/bibliotecas_a_l/hanschristianandersen/index.php?p=150


7 Comentários
  1. Fátima Celeste Garcia permalink

    Parabéns!! Está tudo maravilhoso, tudo bem feito com muito primor.
    Gostei muito!

  2. Veronica Garrido permalink

    Olá!

    Fiquei encantada com este blog!

    Conheci a biblioteca através de um e-mail de uma professora da rede municipal de ensino. Meu nome é Veronica e sou Coordenadora Pedagógica da EMEI Maria Montessori. A minha escola tem um projeto de contação de histórias agora para o 2º semestre, mas apenas uma professora tem formação específica para isso. Logo, gostaria de saber se ainda há possibilidades de haver inscrição para curso de contadores de história este ano e também, como podemos organizar uma visita dos nossos alunos para este lugar tão especial que é esta biblioteca.

    Desde já agradeço a atenção e parabenizo mais uma vez, por este espaço maravilhoso.

    Veronica Garrido
    Coordenadora Pedagógica
    EMEI Maria Montessori

    • Olá Verônica, fique atenta ao nosso Blog, em breve teremos algumas atividades para contadores de histórias, oficinas, mini-cursos. Quanto ao curso de formação para contadores de histórias, começaremos uma turma no sábado para 35 pessoas que passaram por seleção. Agora a próxima turma só no próximo semestre em fevereiro/março. Em relação a visita à biblioteca, verifique nossas atividades aqui no Blog e entre em contato com a gente para agendarmos através do e-mail: bmhanscandersen@yahoo.com.br

      Importante sabermos quantas crianças, a faixa etária, período manhã-10hs ou tarde-14hs.

      Grande abraço e venha nos visitar.

      Equipe Hans.

  3. Cléa Mina Kashiwagi permalink

    Tem como convidar apenas os médicos porque as histórias de Andersen são muito tristes. Os médicos nasceram para serem burros.

  4. Marinete Cardoso permalink

    Hoje, eu meu filho Matheus e minhas colegas do 5º semestre de pedagogia da facul. Sumaré assistimos a uma belíssima apresentação do Grupo Maracujá Laboratório de Arte, com a peça O buraco no muro. Parabéns pela programação de excelente bom gosto.

  5. Pramim que estou brincando de colecionar alguns livros de conto,caso,poemas e historinhas infantis ver a historia desta enorme biblioteca me emociona,faz lembrar qdo criança mamae pedindo pra que eu ouvisse minhas irmas lendo historinhas daqueles livros ilustrados isso ja me aconteceu no ano de 1960.E hoje começo com essa vontade de incentivar os pequenos contatos que tenho no meu atelie ARTS POP atelie de desenho animes, vejo que as pessoas preferem historias de varios tipos depende de cada, entao comecei pedir doaçoes pra alerta-los a importancia da leitura e consegui alguns resultados agora com o computador criei um espaço biblioteca ler e´ viver,se voces puderem me ajudar preciso ir alem com curso mas nao posso pagar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: